Apartamento de jovem casal – Condomínio Paris – Arquiteta Manoela Lustosa

Parte I  Sala de estar / Sala de TV / Sala de Jantar

Este será o primeiro lar de  um jovem casal, que vai se casar em breve. É um apartamento com dois dormitórios. Um deles é a suíte do casal e o outro, terá uma dupla função: Escritório para eles trabalharem em casa e quarto de hóspedes.

Foi utilizada uma paleta de cores claras, para dar amplitude em  todos os ambientes.

O nude e o branco dão a base e a leveza, e o Turquesa vem pra compor e ao mesmo tempo se destacar com seu tom alegre e com seu frescor.

Um pequeno móvel sob medida organiza os equipamentos na parede da TV.

As três banquetas abaixo do móvel, além do efeito decorativo, permitem mais lugares para acomodarem os amigos. Da mesma forma, a mesa de jantar que normalmente fica encostada na parede, num dia com mais convidados, vai para o centro, oferecendo  mais lugares.

A parede de espelho na sala de jantar é outro recurso utilizado para dar mais amplitude ao ambiente.

Mesa de canto com pés palito dão jovialidade e um toque retrô ao ambiente. Um buffet compacto ajuda a organizar a louça e também acompanha o estilo retrô da mesa de canto. Papel de parede, tapete e almofada com temas geométricos brincam com as formas e descontraem o ambiente.

Projeto: Manoela Lustosa Arquitetura e Design de interiores – www.manoelalustosa.com.br

Fonte: Apartamento de jovem casal – Condomínio Paris – Arquitetura e Design Interiores – Manoela Lustosa

Chinelos velhos viram brinquedos na África e já tiraram mais de 400 toneladas de lixo do Oceano | Razões para Acreditar

Passeando pelas praias da costa leste da África, você pode se deparar com esculturas coloridas de elefantes, javalis, rinocerontes, leões e girafas, algumas em tamanho real, feitas com chinelos de borracha velhos encontrados no mar.

A transformação desses materiais em peças de arte e moda é ideia da empresa Ocean Sole. Com sede em Nairóbi, capital do Quênia, o negócio reaproveita sandálias velhas e outras peças de borracha encontradas nas praias do país. O resultado do trabalho são criações lúdicas que chegam a ser vendidas para jardins zoológicos, aquários e lojas de nicho de 20 países.

“A poluição em todos os nossos cursos de água é um grande problema”, diz Church, nascida e criada no Quênia. “Os rios estão entupidos com plástico e borracha”, ela acrescenta.“Quando as pessoas dizem que o oceano é uma sopa de plástico, é porque o plástico não vai embora – ele só se decompõe em partes menores”.

Segundo os cientistas, o tempo de decomposição desses resíduos varia de 100 a 600 anos. Em grandes quantidades no fundo dos oceanos, são alguns dos principais vilões da vida marinha, responsáveis pela morte de peixes, crustáceos e outras espécies.

Como tudo começou

Em 1997, Church trabalhava num projeto de preservação de tartarugas marinhas na ilha de Kiwayu, na fronteira do Quênia com a Somália.

Na época, Church ficou chocada com uma cena desoladora: praias inundadas por objetos de plástico que obstruiam a chegada das tartarugas aos seus locais de desova.

Mas foi lá também que ela viu crianças da região fazendo brinquedos com o lixo retirado do mar. Nesse dia, ela decidiu fundar uma empresa focada na solução de um problema ambiental grave.

Church pensou que poderia ajudar a limpar as praias e, ao mesmo tempo, impulsionar o desenvolvimento econômico e social daquela comunidade, incentivando moradores locais a recolher, lavar e processar materiais recicláveis para terem uma renda.

 

Algumas razões para continuarmos acreditando num mundo melhor

Fonte: Chinelos velhos viram brinquedos na África e já tiraram mais de 400 toneladas de lixo do Oceano | Razões para Acreditar

Receita de Casa Sustentável

Imagem

mud_house_900

Imagem ampliada:
https://d3llm9uqwxjhoi.cloudfront.net/sites/default/files/field/image/mud_house_900.jpg

Adorei essa técnica para construção de uma casa hiper sustentável. Como uma receita de bolo, você incorpora os ingredientes e amassa com os pés \o/

Depois a casa é toda esculpida à mão \o/ \o/ \o/ \o/ \o/

A matéria é do site Green Anarchy, e pode ser lida na íntegra abaixo. Simplesmente amei e vou pesquisar mais sobre o assunto.

Imagem de todo o conjunto da região. Amplie:http://i.imgur.com/TZUytJ6.jpg

Feita de com as mãos (e pés), COB, técnica antiga de elementos naturais como Terra, Argila, Areia e Palha. Não confunda Adobe com COB. No Adobe fazemos blocos, e COB esculpe paredes da fundação para cima em peça única. Passo a Passo básico de casa COB:

Passo à passo básico de uma casa COB
– Em lona grossa misture areia, argila ou terra e água (porcentagem para cada elemento depende muito do tipo de terra e da areia). Podemos tomar por base 70% de areia para 30% de argila-terra. Podemos usar os pés para misturar a massa. Isso é terapêutico.

– A massa é pisoteada. Fica com aspecto de “massa de modelar”, homogêneo. Palha é acrescentada. Depois de misturar bem a palha é só moldar a massa, empilhar fazendo uma parede de baixo para cima de no mínimo 30cm de espessura. As paredes devem começar mais grossas, com 40 cm e 50 cm e podem terminar mais finas, isso ajuda na sustentação e na estrutura da casa. Para melhor aproveitamento, o ideal é fazer camada de 40 cm de altura por dia, deixando a superfície dessa camada mais úmida, pois assim estará preparada para a outra camada do dia seguinte. Agora use criatividade e faça a sua casa COB, e pode ESCULPIR a parede do jeito que você desejar. 

 

Janela Indiscreta disfarçada!

Gostei dessa ideia para disfarçar aquela janela indiscreta, que muitas vezes não queremos colocar cortina, para não perder a luz natural. Simples e funcional!

Para fazer você vai precisar de:

  • 2 colheres de sopa de amido de milho
  • 2 colheres de sopa de água fria
  • 350 ml de água fervente
  • Renda suficiente para a área da janela que você deseja cobrir

Como fazer:

Passo 1
Fazer a massa que será usada como cola. Para isso, primeiro combine o amido de milho, junto com a água fria. Misture bem e, em seguida, despeje a água fervente. Mexa novamente até chegar a uma consistência única, e deixe esfriar.

Passo 2

Cortar a renda. Corte a renda no tamanho e no formato equivalente a parte da janela que você deseja cobrir.

Passo 3
Usando um pincel largo, espalhe a mistura de amido de milho e água na janela. Forme uma camada uniforme sobre o vidro. Em seguida, aplique a renda. Finalmente, pincele mais uma vez a mistura colante, desta vez numa camada mais espessa, e depois deixe secar.

O resultado é simplesmente lindo e nenhum curioso indesejado conseguirá espiar através do vidro!

A luz do sol ainda entra no quarto e você pode desfrutar dos seus raios em paz…

Se você resolver se mudar, ou simplesmente enjoar desta decoração, as rendas podem ser removidas facilmente com água quente. O restante do amido de milho terá que ser retirado com água quase fervendo (use luvas!) e com a ajuda de uma esponja.

Sol sim, bisbilhoteiros não.

Fonte: http://www.naoacredito.com.br/truque-janela-tampada/

A FAMÍLIA QUE PRODUZ A PRÓPRIA COMIDA EM 370 METROS QUADRADOS (2700 KG DE COMIDA) 

 

 

Hoje em dia, chegar até o final do mês não é fácil por causa do aumento dos custos, da dificuldade de encontrar um emprego e dos salários muito baixos no caso uma pessoa ache uma ocupação. No entanto, a técnica usada poresta família de Los Angeles pode ser um exemplo perfeito de como podemos conseguir sobreviver produzindo o próprio alimento sozinhos e cultivando-o utilizando as mais modernas técnicas.

Nos arredores da capital da Califórnia, nos Estados Unidos, vive a família Dervaes. É uma família que possui um jardim com uma superfície de cerca de 370 metros quadrados. As dimensões são normais, nada de exagerado, mas mesmo com pouco você pode conseguir realizar muita coisa. A cada ano, esta família consegue com seu pedaço de terreno obter uma alta quantidade de comida, o suficiente para se sustentar. Na verdade, são mais de 2000 os vegetais que são cultivados no terreno dos Dervaes. Além disso, podemos especificar uma quantidade elevada de fruta de estação e ovos nascidos graças ás galinhas que pertencem à criação da pensão.

 

Números muito interessantes para um grupo de pessoas que podem viver com muito pouco e não precisam de nada mais. A produção dos Dervaes é realmente admirável e alcança números incríveis. Os campos produzem alimentos também, para outras pessoas que pretendem comprá-lo, garantindo uma renda familiar de quase 90.000 reais por ano. Uma técnica que, ao que parece, traz benefícios para a família mas também para os outros.

No super-jardim dos Dervaes há de tudo. A partir de vegetais até as frutas, de ovos de galinha biologicos até as flores comestíveis e o mel. Há algo para todos os gostos e para cada tipo de exigência, com uma longa série deprodutos biológicos e compatíveis com o meio ambiente. Mais de 400 variedades de produtos estão presentes no grande jardim, com preços de venda que são perfeitos se consideramos o seu inquestionável valor, capaz de satisfazer até os paladares mais exigentes.

 

Fonte: Lá na Roça

Faltam só 5 dias pra começar e as vagas quase esgotadas!!

Faltam apenas 5 dias para  o Open Design Sorocaba.

Inscrições: www.designsorocaba.com.br

Open Design Sorocaba
Abertura: Dia 10 às 19h no MACS
Av. Dr. Afonso Vergueiro, 280 – Centro | sorocaba

Exibição do Curta “A cidade é nossa” Seven Cat Films
Palestra com Eduardo Srur – Intervenção Urbana

Não esqueça, o sorteio do passeio de balão acontece no dia 10, a noite e só ganha quem estiver no local na hora do sorteio! Boa Sorte.

unnamed (1)

Bora fazer uma horta em casa?

Técnicas de plantio, manejo e colheita para estimular o cultivo e consumo de hortaliças. Esses conceitos são detalhados na cartilha Horta em Casa. A iniciativa é de profissionais da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Botucatu, em parceria com a empresa Sodexo. E se você pensa que as dicas são válidas somente para quem mora em casa com quintal enorme, está muito enganado. Até quem vive em apartamento pode usá-las para criar sua própria horta.

“O primordial é que a planta tenha acesso ao sol e à ventilação”, já avisa Antonio Cardoso, professor da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp. De acordo com ele, além de aumentar o consumo de hortaliças entre os adultos, a horta deixa as crianças mais interessadas por esses alimentos. “Quando elas se envolvem no cultivo, topam experimentar”, afirma.

Outro grupo que sairia ganhando seria o dos mais idosos, uma vez que a miniplantação também pode virar um passatempo.

As melhores pedidas:

As hortaliças certas para recipientes de até 25 e 50 centímetros de altura

Para recipientes de 20-25 cm

Almeirão
Agrião
Chicória
Alface
Beterraba
Cebolinha
Coentro
Espinafre
Morango
Rabanete

Para recipientes de 30-50 cm

Pimentão
Berinjela
Jiló
Couve
Brócolis
Couve-flor
Pepino
Pimenta
Quiabo
Tomate

Onde semear

Os locais de plantio devem ser resistentes à umidade, como vasos de cerâmica, latas, garrafas ou caixotes.

Clique aqui para ver a cartilha online

ou

Clique aqui para fazer download do pdf.

Fonte: Planeta Sustentável

Eco Guia.net

Faça uma toca pra gatos com camiseta velha!

Em vez de gastar dinheiro com casinhas super modernas e caras, que tal aprender um jeito bem fácil e econômico de criar um novo lar para seu bichano?

Você vai precisar de:

1 camiseta de malha
1 pedaço de papelão
2 cabides de arame encapado
Fita crepe
Alicate
Tesoura

Primeiramente, você vai desmontar os cabides desenrolando as extremidades do arame. Use um alicate para cortar as pontas.

O segundo passo é moldar os arames formando dois arcos de tamanhos iguais

O terceiro passo é cortar um quadrado de papelão, que vai ser a base da toca. Forre os cantos do papelão com fita crepe e faça um furo em cada ponta. Agora é só encaixar os arames cruzados, assim como na foto abaixo.

A ponta do arame que fica para fora será dobrada e por cima, você deve passar fita crepe pra fixar.

Onde os arames se cruzam, coloque mais fita crepe para uni-los bem, como na foto.

Agora é só vestir a camiseta na estrutura, de maneira que a gola seja a porta da toca.

Depois disso é só prender as sobras da camiseta com fita crepe e pronto! Você já tem um casinha de gatos!

Fonte:Consumo Social

Um vaso que cresce junto com suas plantas…super lúdico!!

Plantas crescem, tornam-se maiores do que seus vasos originais e precisam ser transferidas frequentemente para outros maiores. Mas foi pensando nesse processo trabalhoso que o Studio Ayaskan criou uma solução para esse problema.

Growth é um vaso de plantas único, inspirado nos origamis, que pode se desdobrar e expandir, auxiliando no desenvolvimento das raízes. Cada vaso pode se expandir em até cinco vezes o seu volume original, tanto naturalmente, pelo crescimento das raízes, quanto como resultado de intervenção humana, tornando o processo de re-envasamento desnecessária.

Growth é um vaso inspirado nos origamis, que se desdobra e expande em até cinco vezes o seu volume original, auxiliando no desenvolvimento das plantas.

Fonte: Growth é um vaso que se expande junto com suas plantasZupi

OPEN DESIGN SOROCABA – ÚLTIMOS DIAS DE INSCRIÇÃO NO VALOR PROMOCIONAL + CAMISETA DO EVENTO

OPEN DESIGN SOROCABA

De 10 a 19 de novembro, acontecerá o Open Design Sorocaba, o maior evento sobre criatividade e design da Região. A programação abordará diversos temas, tendo como principais assuntos a ilustração, criação de personagem, animação 3D, cidade e linguagem urbana, cenografia, moda, interiores, identidade da marca e Branding.

O evento é realizado pelo curso de Design da Universidade de Sorocaba (Uniso) que promove, todos os anos, atividades acadêmicas na área, como forma de estimular o debate sobre a profissão. Desta vez, a proposta foi ampliada e optou-se por abrir a programação também ao público externo, dada a variedade de temas e de profissionais envolvidos. Assim, todos os interessados poderão participar das palestras e das oficinas, algumas delas gratuitas, que estão na programação.

O Open Design tem apoio do SESC, Secretaria Municipal da Cultura, MACS – Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba, SEBRAE e CIESP.

Inscrições e informações: http://designsorocaba.com.br/

Confira a programação:

11218714_918686814846828_501693292959126699_n

Uma visita ao Ceagesp Sorocaba

unnamed

Impossível visitar o Ceagesp Sorocaba e sair imune à alguma de suas tentações, seja suas flores expostas, sejam suas lojas de artesanatos e artigos de decoração. Vale a pena a visita aos galpões sempre animados e recheados de boas sugestões. Hoje ia apenas conversar com uma lojista sobre uma matéria para o blog…mas me encantei com essas hortencias… e está aqui esse encanto de arranjo alegrando minha sala!. Em breve matérias sobre esse lugar pra lá de bom, que eu adoroooo.

Todos os santos de Narciza

pij

Esse é um daqueles lugares que quando você vê, você para. Para pra  contemplar, tamanha é a pureza, o despojamento e a simplicidade….uma simplicidade que chega a comover, e a fazer você  refletir de que se precisa  muito pouco pra ser feliz. É o oratório de uma senhora de 93 anos, chamada Narciza, filha de Bertoldo e Berberina, irmã de Brazilino, meu avô. Uma doce senhora, que tem orgulho da sua casinha branca, construída no alto de uma pedra, lá onde o rio faz a curva e onde seu fogão à lenha trabalha silencioso longe dos olhares apressados da cidade. Quando pedi licença para tirar foto do seu oratório, que eu disse ter achado muito lindo, ela me olhou sorrindo e estranhando o pedido respondeu…então porque não faz um?….pois é tia, devia fazer mesmo! pensando no assunto🙂

Quando o Patchwork do tapete vai pra poltrona!

unnamed (11)

Tinha acabado de colocar a poltrona marrom no meu quarto. Ela estava sobrando na sala, e no meu quarto tinha um espaço perfeito pra ela. Ela estava meio sisuda com esse veludo marrom, mas bem confortável pra leitura. Aí aparece minha mãe com esse presente lindo… tapetinhos de patchwork supercoloridos que se encaixaram super bem no assento e apoio de pés…parece que foram feitos pra ela…poltrona renovada, adorei!

Mesas e artigos de decoração feitos com shapes de skates reaproveitados | Coletivo Verde

Hoje pesquisando referências para um projeto de quarto jovem, me deparei com essa matéria de reaproveitamento de shapes para decoração, que achei fantástica. A matéria é do blog Coletivo Verde, e é de 2010, falando sobre essa empresa americana que reaproveita shapes quebrados. Minha pergunta é, será que já temos algo assim no Brasil? Já vi esse tipo de trabalho com madeira de demolição e outros tipos de sobras de madeira, mas com shapes, ainda não. Se não tivermos fica aí a dica. A ideia é genial.

featureArt of Board é uma empresa de skatistas americanos que segue o seguinte lema : “Skate não é crime, jogar fora um  perfeito shape quebrado é.“ A empresa coleta os shapes, a tábua de madeira do skate que estão quebrados ou desgastados e os reaproveita para criar móveis, artigos de decoração e uma espécie de “papel de parede” como na foto acima. O resultado é fantástico.

A empresa mantém programas de parceria com  as lojas especializadas e com os skatistas divulgando a mensagem da sustentabilidade e fomentando o recolhimento e o consequente reaproveitamente dos shapes.

A empresa também atua com responsabilidade social doando parte do seu faturamento a entidades que trabalham para o desenvolvimento de crianças carentes através do skate como a Tony Hawk Foundation.

Uma união super interessante e positiva do esporte com a sustentabilidade.

Mais: Art of Board / iRideiRecycle.com /Tony Hawk Foundation.

Fonte: Mesas e artigos de decoração feitos com shapes de skates reaproveitados | Coletivo Verde

Meu xodó!

IMG_20150217_112055

A foto não está muito boa, mas esse armário é um exemplo de reaproveitamento. Estava num canto numa loja de móveis usados e ninguém dava nada por ele. Bem velhinho, com os vidros quebrados. O pintor não entregou as portar até hoje, mas adoro ele assim mesmo. as prateleiras são reguláveis. Ele guarda várias relíquias, como o bulinho de ágata preto e vermelho e o vaso verde, que eram da minha sogra, o açucareiro era do aparelho de jantar da minha mãe, o pendente com as galinhas, ganhei dela também. A sopeira é do meu aparelho de jantar. A cadeirinha é criação minha, algumas lembranças de viagens, coleções de canecas, artesanatos, e flores do jardim da minha antiga casa. Um resumo de algumas coisas que eu amo muito está ali.❤❤❤

Silvana Sarti com sua Exposição Janelas para o Mundo!

unnamedDe volta da Europa, onde esteve fazendo uma  exposição em Lugano, na Suiça,  a artista visual Silvana Sarti, retorna a Sorocaba e traz a mesma mostra para o Pátio Cianê.

A exposição “Janelas para o Mundo” –  Uma artista sorocabana levando nossas cores vivas para o velho continente –  Faz parte de um projeto da Unesco, “Arte no Hospital”, que visa levar arte para as pessoas que passam por um momento especial.

A artista sorocabana  trabalha o tema  estrangeiro– o ser e o estar estrangeiro – de uma pátria, ou situação.

Tive o prazer de conhecer de perto suas telas que tem a delicadeza de sua dona. A minha favorita ilustra essa matéria “Silvana con i piedi per terra” ou “Silvana com os pés no chão” (mas nem tanto a meu ver, e essa é a magia do quadro). Uma artista, com toda sua poesia e sensibilidade,  sabe que precisa ter os pés no chão, mas a proposital falta de sombreamento nos pés, nos dá a sensação dela estar flutuando, no mundo da criatividade e encantamento, onde os artistas merecem viver.

A exposição está prevista para inaugurar no Patio Cianê Shopping no dia 3 de Novembro às 19 horas. Vamos informando vocês aqui pela página e blog.

Abaixo outras obras da artista:

Outras obras da artista

“Mesmo chá”

unnamed (3)

Mesa de Trabalho ou Balcão…superfuncional!

[em

Super prática pra ter em casa ou escritório!

bedLiving in a small apartment means having to make a choice: desk or bar? You can have both with the Transforming Bar / Desk!The design includes a cork-backed wall at the back of the desk that pivots on wooden dowel posts on the sides of the desk. Simply pull the desk away from the wall, fold down the back wall, and it becomes a bar with seating for 3 at stools. A trough at the back of the desk (hidden by the bar top when it’s down) has room for 20+ bottles, a shelf for bar wear, and a recessed nook for an ice bucket or cutting board.

Fonte: Transforming Bar Desk

Designers criam luminária incrível em formato de lua cheia

Sabe aquela coisa romântica de falar… eu vou te dar a lua? Pois é gente…agora é possível…kkk

O estúdio ACORN de design de interiores tornou isso possível. Através de um financiamento pelo Indiegogo eles lançaramLuna, uma luminária em formato de lua cheia.

A Luna é feita de maneira artesanal, resultando em objetos únicos e disponíveis em 7 tamanhos, que variam de 3 a 23 polegadas, permitindo assim, uma leitura sob o luar, assim como uma festa iluminada por ela. Feita em fibra de vidro e látex atóxico, o produto é durável, resistente a água e ao calor. A luminária permite que você dê asas à imaginação e use-a como quiser, podendo ser pendurada no jardim, acomodada na sua sala, mesa de jantar ou onde mais você se permitir. Ela é alimentada por lâmpadas de LED, com luz ajustável ao seu humor.

Fonte: http://www.hypeness.com.br/2015/09/designers-criam-luminaria-incrivel-em-formato-de-lua-cheia/

Tapete feito com sobras de malha! Muito lindo e colorido!

Esse tutorial da Pinterest sobre o tapete trançado com sobras de malha é bem legal. Essas fios podem ser feitos tanto de camisetas velhas, ou retalhos de malhas, ou podem ser comprados em rolos  em lojas de artesanato. Muito lindo!

Fonte: (1) How To Make A Braided T-Shirt Rug

A história surpreendente dos caquinhos de cerâmica de São Paulo | Raquel Almeida | bim.bon

A história surpreendente dos caquinhos de cerâmica de São Paulo – Autor: Raquel Almeida – Se você é paulista ou se já circulou por bairros mais tradicionais e preservados de São Paulo, provavelmente já deve ter visto o revestimento de caquinhos para pisos. O chão de cerâmica quebrada faz parte das memórias de vários moradores da cidade e marcou uma geração inteira como decoração da época das casas paulistas. Mais interessante que o charme dos caquinhos, só mesmo a história que está por trás dessa tradição. Tendo como base a história contada pelo engenheiro Manoel Botelho, o bim.bon te ajuda a entender como o revestimento virou febre na metade do século passado. via flickr Por volta das décadas de 40 e 50, São Paulo possuía duas grandes indústrias de cerâmica. A mais importante para contar essa história é a Cerâmica São Caetano, que chegou no estado paulistano em 1913 e, por muitos anos, foi referência em produção de tijolos, ladrilhos e telhas. Um dos produtos mais populares dessas indústrias era um tipo de lajota cerâmica quadrada (com cerca de 20x20cm), composta por quatro quadrados iguais. Inicialmente, elas eram produzidas nas cores vermelha – que era a mais comum e mais barata -, preta e amarela. Essas lajotas eram comumente utilizadas em pisos de comércios ou em casas de classe média. Na época, os lotes dos operários possuíam de 10x30m ou, no mínimo, 8 x 25m – o dinheiro era escasso e os pisos eram em sua grande maioria cimentados, cinzas e monótonos. No entanto, naquela época, durante o processo de fabricação industrial das peças, aconteciam muitas quebras das lajotas – e esse material quebrado era deliberadamente descartado pela fábrica. Eram caminhões carregados que transportavam os descartes para um terreno abandonado para serem enterrados. via donna gatta Até que um dia, um funcionário da empresa que terminava a reforma de sua casa e não possuía dinheiro para revestir seu piso, lembrou das lajotas quebradas e dispensadas. O operário pediu que pudesse reunir parte do das sobras e usar em sua reforma – a empresa topou e ainda forneceu transporte gratuito dos restos de cerâmica, já que economizaria dinheiro se não houvesse tanto descarte para enterrar. A remessa recebida pelo operário possuia predominantemente peças vermelhas, mas haviam algumas amarelas e pretas também. No momento de assentar, o empregado não descartou as peças de outras cores – misturou o preto e o amarelo no revestimento para quebrar a monocromacia do vermelho terroso. O charme da entrada da casa do operário gerou burburinho entre os vizinhos e muitos elogios. Assim, rapidamente, a moda se espalhou pelo bairro e até jornais da época noticiaram a nova febre de revestimento que se espalhava por São Paulo. via vida cacarecos e reciclagens A partir daí, classes mais altas também passaram a aderir a nova mania e as indústrias de cerâmica viram na popularização dos caquinhos uma fonte de lucro e começaram a vender – obviamente, a preços acessíveis – os cacos de cerâmica. O custo do metro quadrado do caquinho cerâmico era 30% do valor de um caco íntegro. Até este ponto, a história faz sentido e não há nada de muito surpreendente ou inacreditável na popularização dos caquinhos. Mas o improvável aconteceu: a demanda pelo revestimento cresceu tanto que começou a faltar cacos de cerâmica no mercado – para não comprometer as vendas, a própria empresa passou a quebrar as lajotas inteiras. O mais curioso ainda é que, anos depois, chegou no ponto em que o refugo passou a ser mais caro do que a cerâmica íntegra. Mas os caquinhos de cerâmica foram embora tão rápido quanto vieram – nos anos 60, a classe média, que foi a maior responsável pela popularização do revestimento, passou a se mudar para condomínios e prédios – por isso, pararam de fazer uso dos cacos. As classes inferiores também passaram por mudanças – ou foram residir em lotes menores ou recorriam a casas nas favelas. Se você ficou com saudade dos pisos de caquinhos ou se você ficou curioso e ainda não conhece o revestimento que foi febre nos anos 50, anote a dica – o bairro da capital paulista Vila Mariana é repleto de casas tradicionais e bem preservadas que ainda têm o piso revestido com os cacos de cerâmica. Se você se apaixonou pela hist

Fonte: A história surpreendente dos caquinhos de cerâmica de São Paulo | Raquel Almeida | bim.bon

12 formas de personalizar a placa com o número da sua casa

Post super fofo e útil da casa.com.br, de placas com números de casa, com os tutoriais de como fazer. São ideias simples e fáceis, que vão diferenciar a sua casa, porque, fala sério, tudo é muito igual!!  Mãos à obra!!

Surpreenda as visitas antes mesmo de elas entrarem na sua casa

1. Uma placa de madeira, uma tinta preta (com um pouquinho de verniz), flores coloridas e os números que você pode comprar em qualquer home center. Pronto! Uma placa-vaso para dar charme a qualquer entrada. Aprenda a fazer aqui.

placa01

2. Muitos pregos, paciência e uma tábua de madeira. Um DIY não muito difícil de fazer, mas bem trabalhoso (e original!)placa02

3. Além de ter um esconderijo secreto, esta placa foi feita com uma tinta que brilha no escuro. Ou seja, mesmo de noite, as visitas vão achar sua casa! Tem o passo a passo aqui.

placa03

4. Esta placa também demanda paciência: madeira, um CD antigo, uma pinça, cola e muita coordenação motora. Aprenda o tutorial.placa04

5. Criação da loja Urban Mettle, esta placa tem um preço salgado (223 euros na Etsy). Feita de alumínio, é um vasinho que recebeu a aplicação dos números. Com um pouco destreza manual, dá para improvisar e fazer sozinho, não?placa05

6. Os números que podem ser comprados prontos foram aplicados no vaso, que ganhou charme com a gramínea. O truque aqui é que no fundo do recipiente, há furos para drenar a água. Se achar muito complicado fazer sozinho, a lojaCelebrate The Memories vende por R$ 258.placa06

7. Uma placa grande de madeira, várias tiras menores envernizadas, números comprados prontos e pronto, um jeito charmoso de indicar o número de sua casa. Aprenda.placa07

8. No lugar de vasos com plantas, esta placa tem um luminária ao lado dos números. Ótimo para inovar na iluminação da área externa da casa e indicado somente para quem sabe fazer DIY com ligações elétricas. Quem quiser comprar pronto, tem aqui.placa08

9. O mosaico desta placa é um pouco diferente: pedacinhos de vidro compõem o fundo da peça e servem de cenário para os números. Também vende pronto na GreenStreetMosaics.placa09

10. O fundo desta placa é feito de vidro. Simples, clean e moderno. (Também vende pronto naModplexi)placa10

11. Um quadrinho, com os algarismos na frente e os números escritos por extenso no fundo. Fácil (se você tiver uma caligrafia bonita…) e prático de pendurar (afinal, é um quadro!). Tutorial.placa11

12. No mesmo esquema das “placas pequenas de madeira coladas em uma maior”, esta aqui ganhou filetes coloridos e um jeito original de ser pendurada. Tem o passo a passo aqui.placa12

Fonte: 12 formas de personalizar a placa com o número da sua casa – Casa

10 Cozinhas divertidas com lousas – Matéria super legal do site Homefy na íntegra!

Essa matéria do site Homefy foi postada na íntegra. Possui 10 cozinhas incríveis com lousas. a número 8 é do Arquiteto Sorocabano Bruno Rubiano, dono de projetos modernos, despojados e pra lá de criativos!!
Luciana ParelhoPublicado 02.09.2015
Deseja trazer para sua cozinha esse toque super especial e criativo que é a pintura de lousa? Já vamos avisando: é uma ideia só para quem adora ser moderno e não tem medo de ousar na decoração!

Se você procura recriar em sua casa ou apartamento uma atmosfera mais jovial e descontraída, não há dica mais moderna e intrigante do que acrescentar na cozinha decorada uma parede de lousa. É isso mesmo! Além de trazer um verde vibrante ou preto moderno que podem ser super aliados à decoração, numa parede dessas você pode ser criativo e deixar as ideias rolarem soltas.

Mas o que escrever ou desenhar numa parede de lousa na cozinha decorada? Essa é a melhor pergunta! Não há uma única opção nem é possível listar as possibilidades aqui. Como dissemos, somente a criatividade dos moradores ou do designer de interiores saberá guiar esta resposta. Pois numa parede dessas é possível decorar a cozinha com desenhos divertidos, frases inspiradoras, mensagens…

E para quem gosta de ser prático, veja que interessantes essas dicas: numa parede de lousa é possível registrar receitas, telefonemas, recados para os familiares, menu do dia. Enfim! Qualquer coisa que seja útil e que faça parte da rotina diária. Pois é, acreditamos que a partir de hoje você nunca mais verá sua cozinha do mesmo jeito, pois bem lá no fundo você saberá exatamente o que está faltando naquela parede…

1.All you need is love

O amor é o melhor dos temperos. Com ele tudo fica mais saboroso, mais especial, mais perfeito! Nesta cozinha decorada com estilo e irreverência, o amor vem também com bom humor no pacote. O resultado só poderia ser um casamento perfeito numa cozinha decorada com pintura de lousa com frases divertidas e desenhos de temperos com suas utilidades na cozinha. Nós adoramos!

2. Casa aclamada com design sustentável

Aqui no homify a casa Refit idealizada pelo Escritório Ferraro Habitat ganhou um montão de admiradores. Com um design sustentável e uma proposta super ecológica, soma diversas ideias incríveis para a decoração. Como não poderia ser diferente, a cozinha também é decorada com muito estilo. Aqui a parede de lousa recebe um frase convidativa: in questa casa si mangia bene! Que delícia, deu vontade de ficar para o jantar nessa casa tão genial. E mais um detalhe: na lousa também estão apontadinhos os nomes dos temperos, olha só que luxo!

3. Apê pequeno cheio de segredos

Seja bem vindo à esse apê pequeno de 38 metros quadrados repletos de espaços super especiais. Aqui a decoração é composta de referências modernas e joviais que tem tudo a ver com o cliente. Com soluções inteligentes para engrandecer e integrar os espaços, a cozinha americana decorada em preto e branco não poderia ficar pra trás. Na parede em destaque é colocada uma listinha de compras muito prática e super cool. Além disso vejam que ideia interessante também registrar a senha do wi-fi!

4. Cozinha americana decorada com cores

Para trazer mais cor e vida à decoração da cozinha, esse apartamento buscou no roxo e no verde ideias super interessantes. Em objetos decorativos de vidro como garrafas, jarros e taças o roxo aparece com presença, também marcado no revestimento de pastilhas super descontraído. Para completar, a lousa trouxe o verde vibrante e ainda por cima serviu para deixar anotado o prato do dia nesta cozinha decorada com muito bom humor.

5. Luxo moderno num studio arrasador

Projetado pela equipe André Lenza Arquitetura, este apartamento studio de 35 metros quadrados é de uma modernidade incrível e perfeita para os gostos mais refinados. A integração dos ambientes dá sensação de amplitude e os revestimentos procuram caminhar entre os tons escuros como a bancada em granito preto, o piso de cimento queimado e a parede de tijolos da Nina Martinelli. Acima da cozinha planejada, a parede recebe também a pintura de lousa e desenhos pop com a temática do café.

6. Momentos perfeitos pedem uma cozinha perfeita

Continuando nesta linha descontraída que estamos adorando, esta cozinha decorada faz-se o ambiente mais interessante do apê. Todinha projetada para uma publicitária descolada, a cozinha leva uma decoração despojada com ladrilhos hidráulicos mistos revestindo o piso e a parede da pia. Uma cozinha planejada com a presença marcante da madeira e o contraste dos móveis pretos e da lousa cheia de desenhos, mensagens e rabiscos divertidos.

7. Design clean e minimalista com personalidade

Uma cozinha decorada com linhas retas, armários planejados sem puxadores aparente e um design clean são em geral inspiradas pelo estilo minimalista de ser. Mas isso não significa que precisem ser projetos sem graça com monocromáticos. Para pessoas que gostem de uma vida prática, basta acrescentar cor e materiais ousados nos revestimentos. Neste projeto inteligente, a pintura de lousa trabalha desenhos criativos de armários dando a impressão da continuação da cozinha.

8. Artista à vista numa cozinha genial

Com design completamente moderno pautado nos contrastes de cores e materiais, esta cozinha chamou nossa atenção. O amarelo aparece com tudo, assim como as cadeiras modernas mistas e geniais. A cozinha se integra com o jantar através da visualidade do vidro e o toque especial vai para a lousa que recebe um grafismo assinado pelo arquiteto Bruno Rubianoresponsável por todo o projeto do loft.

9. Cozinhando com personalidade

Trazendo um clima mais intimista, os tons escuros de uma cozinha eclética podem cair como uma luva. Decorado em verde, preto e laranja oriundo dos materiais naturais, este loft recebeu uma decoração absolutamente criativa e repleta de detalhes. Lembrando um galpão, todos os ambientes são integrados e se conectam com a cozinha decorada. Aqui a pintura de lousa faz sua presença com cuidado e possui uma frase convidativa: I love my kitchen.

10. Cantinho do café

Fonte: 10 Cozinhas divertidas com lousas

Ilustrador português Diogo Machado – Intervenção urbana fantástica!

Back in 2008 I had the chance to do a project in my hometown of Cascais, it’s a 650 years old village near Lisbon. I really wanted to do something that would define its history and that would also identify myself as a Portuguese.

Fonte: I Create Ceramic Tile Illusions On Electrical Boxes And Buildings To Remind People Of Portuguese History | Bored Panda

National Geographic Channel adicionou 12 novas fotos ao álbum: Arte Urbana Portuguesa.

O ilustrador português Diogo Machado deu uma nova vida às caixas elétricas e edifícios antigos para que a história e a tradição portuguesa permaneçam na nossa memória. O que acharam do resultado final?
Fonte: http://bit.ly/1EqiryU

Banheiro Contemporâneo

Gosto muito dessa proposta…revestimento dentro do box, cor no restante das paredes, piso hidráulico, ou imitando ele e bancada fugindo da pedra tradicional. Muito lindo e contemporâneo! Matéria da Revista Minha Casa.

http://https://fbcdn-sphotos-a-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfa1/v/t1.0-9/12032227_1156457471035559_7695084547540550960_n.png?oh=586a0fe97f91bb972e2b33ed580c8ad9&oe=5699FFF2&__gda__=1453327993_315e63690b3ae995eacc25eab407a0c5

As Fantásticas banquetas coloridas de Ju Amora – Follow the Colours

follow-the-colours-ju-amora-frida follow-the-colours-ju-amora-11 follow-the-colours-ju-amora-08 follow-the-colours-ju-amora-07

Nas andanças pela Net conheci os trabalhos da artista Ju Amora. Os trabalhos são divertidos e alegres como a artista, por isso compartilho aqui a matéria do site:    http://followthecolours.com.br  , para que conheçam um pouco dessa artista.

Clique no link e confira.

Fonte: As Fantásticas banquetas coloridas de Ju Amora – Follow the Colours

Reformas Possíveis – Parte 1 – Banheiro Social

Banh torn inox

Vamos então ao nosso primeiro ambiente!!  O banheiro social

Essa casa possui 3 quartos, sendo um deles, uma suíte. Os outros dois quartos possuem um banheiro entre eles, que serve os dois. A casa tinha também um lavabo, que não fazia o menor sentido em manter…além de minúsculo, não possuía nem janela, nem dômus, tinha uma porta dobrável, tipo camarão, nada legal e o pior…era totalmente indiscreto para os visitantes.

O banheiro que serve os dois quartos também está praticamente na sala….sendo assim foi tomada a decisão de derrubar o lavabo e investir numa reforma para transformar o banheiro social. A ideia foi manter o conforto do banheiro para o banho, mas deixá-lo com uma decoração mais contemporânea, diferente, com um toque de lavabo. A reforma desse banheiro não foi só por motivo estético, mas porque um dos quartos apresentava uma umidade atrás do armário, provavelmente, vindo do banheiro. Então era necessário a retirada dos revestimentos antigos, para investir na impermeabilização.

De acordo com a situação apresentada, a proposta da designer foi de escolher o cimento queimado para todo o banheiro: piso, paredes e bancada, com exceção da parede da janela, onde foi feito um painel com revestimentos bem modernos.

Hoje vamos postar o projeto do banheiro e durante a semana o passo a passo da sua reforma. Acompanhe e deixe seus comentários!!

Projeto: Giane Lemos Designer de Interiores

24 truques de organização que vão mudar sua vida pra melhor

Essa publicação do site  http://www.aguanaboca.org, traz dicas incríveis pra você organizar sua casa. Acesse o link e veja matéria completa.

24 truques de organização que vão MUDAR SUA VIDA PRA MELHOR cópia

http://www.aguanaboca.org/receita/24-truques-de-organizacao-que-vao-mudar-sua-vida-pra-melhor/

Um bom exemplo de paleta de cores

Muito legal essa decoração, publicada pela Minha Casa, a paleta de cores é super agradável!!. O cinza dá o tom dos ambientes e ao mesmo tempo dá liberdade pra utilização de outras cores, com harmonia, que quebram a sobriedade, trazem alegria e jovialidade ao ambiente.

ttp://bit.ly/1JOkB3Z

Reformas Possíveis

O que fazer quando os filhos vão morar fora e a casa fica grande demais pra um casal?

A partir de hoje vamos registrar a experiência de um casal que trocou uma casa de 280 m2 , por uma de 180m2, em busca de mais aconchego e praticidade. Eles não tiverem a oportunidade de reformar a casa, que estava com os revestimentos meio antiguinhos e precisando de umas melhorias. Como foi uma troca de casas, todos tiveram que mudar no mesmo dia. O jeito então foi encarar uma reforma, mesmo morando no imóvel.

Então a partir de agora você acompanha pelo blog as delícias e sufocos dessa reforma. O quadro vai se chamar “Reformas Possíveis”, e vai acompanhar todas as etapas pra tornar o lugar mais aconchegante, iluminado, ventilado, moderno…e de quebra resolver uns probleminhas de umidade.

A cada post, vamos apresentar os ambientes e as soluções escolhidas para adaptar cada um deles às necessidades dos novos moradores. 

Reformas Possíveis.

Cabides coloridos

Cabides velhos e horríveis no seu guarda roupa? NÃO MAIS!
para ter esses cabides fotos no seu guarda-roupa basta ter cola branca + tecido ( cortados em tiras) e pronto, passe cola e vai enrolando bem juntinhos um do outro até revestir todo cabide fácil , é uma gracinha !Posted by: Casa & Decora